Quero pintar a minha com as cores que o Arco-Íris tem... Pois, "Quem tem Alma, não tem calma!"

22
Set 12

"Mãos tristes, sulcadas de rugas,
Que choram em silêncio a dor de envelhecer...


Pensar que já foram a Alma festiva,
A graça inocente dum berço, num lar.
Frágeis mãozinhas, de dedos rosados,
Brincando com a vida.
Rainhas de um mundo de legenda,
Maleável e submisso ao seu comando.

Pálidas mãos, sulcadas de renúncias!

Mãos que foram jovens, belas e triunfais,
Confiantes em si mesmas, todo-poderosas,
Capazes de curvar a fronte mais altiva,
E de alterar o curso eterno das estrelas.

Tímidas mãos, que se apagam na sombra!

Mãos feitas de luz, doces mãos liriais.
Companheiras intrépidas e leais,
Solícitas e compreensivas.
Cheias de incentivo e paciência,
Misericordiosas mãos maternais.

Velhas mãos solitárias,
Como dói recordar!"
 
(Helena Kolody)
publicado por AsCoresdaAlma às 19:19

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
15

17
18
20
21

23
24
26
27
28
29

30


mais sobre mim